Super Coleção Folha: Grandes Vozes

Sabemos que essa postagem talvez fuja um pouco do assunto que postamos aqui no site, mas de alguma forma, no final das contas, vocês vão perceber que na verdade, tudo está ligado com o que falamos no DvdsBluray.

A Folha de São Paulo está lançando uma coleção de CDs com grandes nomes da música mundial (sim, tem cantores de toda parte do globo, incluindo o Brasil) e já está nas bancas as duas primeiras edições, vendidas juntas pelo preço de R$ 15,90. Esse valor será de apenas um disco a partir da n° 3.

Até ai quase nada ainda faz ligação com o que falamos aqui no site, até conferirmos a apresentação desses CDs. Serão todos lançados no formato causebound book!

Esse estilo de embalagem valoriza muito o produto e o preço cobrado é muito barato para a qualidade do material, mostrando que a industria brasileira tem condições de fornecer boas apresentações e por um valor reduzido, o que não acontece.

Todas as 60 páginas que compõem o livro são de boa qualidade e ótima impressão. Nelas encontramos história, discografia, letras das canções e muitas fotos.

Um detalhe é que tanto na capa-dura, quanto contracapa, produzidas em material fosco, há aplicação de verniz localizado sob os nomes dos artistas. Somado a isso, a arte delas são muito bonitas, seguindo um padrão para todas, o que valoriza a coleção.

Como nada é perfeito, precisamos fazer um parêntese para apontar uma falha. Provavelmente isso faz parte apenas de uma das edições que estamos mostrando. O EVA que prende o CD no livro do Charles Aznavour foi colado extremamente deslocado, deixando o disco quase saindo dos limites da contracapa. Confiram na imagem abaixo.

Agora fica aquela pergunta do que acontece na industria brasileira e o porque de não valorizar a boa apresentação de seus lançamentos, já que temos condições para fazer isso. Sabemos que o fato da Folha de São Paulo ser um jornal e possuir seu próprio parque gráfico ajuda a oferecer ao público esse tipo de material por um preço acessível (a tiragem dos CDs são de mais de 50.000 unidades, o que também barateia muito os custos), mas, ainda assim, isso é uma prova que o Brasil pode, mas, por algum motivo, não quer. Uma pena…

5 Comentários em “Super Coleção Folha: Grandes Vozes

  1. Leandro

    Quando querem, sabem fazer algo decente.
    A Folha seguiu os moldes da Abril, que fez uma belíssima coleção do Tim Maia e atualmente publica a do Milton Nascimento.

    http://colecoes.abril.com.br/colecoes/milton-nascimento-694977.shtml

    Quando vejo algo assim dá orgulho do mercado nacional, mas o número de furadas em outros aspectos é tão grande que ofusca a parte boa.

    Excelente post!

    • Que bom que gostou Leandro! :)

      Mas então, realmente essa coleção da Folha é bem semelhante aquela da Abril. Porém, tive contato com um dos CDs do Tim Maia e comparando com essa nova, o Jornal de São Paulo conseguiu fazer algo bem melhor. Quando tive em mãos uma das edições produzidas pela editora, inclusive, achei o acabamento bem “ruinzinho” diferente do que acontece nesses dois, tirando a falha da colagem do EVA no livreto do Aznavour.

      Vendo isso, sentimos que o Brasil tem condições, mas não faz porque não quer, né? Infelizmente…

  2. Raoni

    E fica a pergunta. Porque o Aphrodite deluxe custa quase 100 reais até hoje? Um absurdo.

    • Sim Raoni, realmente o preço cobrado no Aphrodite é absurdo, mas, como comentamos na postagem, R$ 15,90 também não é algo “normal”. Esse valor que só pode ser praticado pela Folha pois eles possuem o próprio parque gráfico e, além disso, foi feita uma tiragem muito grande do material. O CD da Kylie foi produzido apenas 1.000 unidades que até hoje ainda é a mesma encontrada à venda. Se a Minogue tivesse mais alcance aqui no Brasil com certeza daria para imprimir mais livros e colocar à venda por um preço menos abusivo. Agora, é claro que nesse caso junta a “fome com a vontade de comer” e gravadora se aproveitou da situação para cobrar um valor totalmente irreal pelo material.

  3. Concordo integralmente! Já comprei duas das coleções vendidas pela Folha (Bossa Nova e Jazz) – produzidas em formato similar – e não me arrependi. A qualidade é realmente boa. E o material é interessante, principalmente para quem pretende um primeiro contato com os artistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>